Lagoa do Peixe

Se você gosta de aves, de natureza …. então vá até Mostardas pela Estrada do Inferno com um carro que esteja preparado para trilhas de aventura, de preferência com uma 4X4.

Se você não tiver uma 4X4 não tem problema existem guias locais com quem você pode agendar o passeio.

O nome da Lagoa do Peixe é oriundo, obviamente, da piscosidade da grande extensão de suas águas, muito rasas (profundidade máxima de 65 cm). A ligação com o mar, pela barra da lagoa, renova e aumenta a população de peixes de diversas espécies.

O Parque não dispõe de infra-estrutura de visitação e é proibido acampar em sua área. Muito interessante é o passeio pela orla do mar ou da Lagoa dos Patos, nas proximidades do parque, onde podem ser encontrados vestígios de diversos naufrágios e faróis que registram o grande perigo para os navegantes nesta parte do Rio Grande do Sul. Dentre eles destacam-se o Farol de Mostardas e o Farol da Solidão na orla do Atlântico, e o Farol Cristóvão Pereira e o Farol Capão da Marca, às margens da Lagoa dos Patos.

Veja mais fotos na matéria de Francisco Lima

Visualizar Mostardas – RS em um mapa

Sobre o Autor